A erradicação da pobreza e a criação de emprego na transformação económica da África Subsariana

  • Fátima Moura Roque Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

RESUMO

Apesar da evolução positiva de alguns indicadores socioeconómicos, institucionais e políticos nos últimos 10 anos, a pobreza deve permanecer como um desafio central de qualquer estratégia de desenvolvimento a longo prazo e a sua erradicação, através da criação de emprego e do acesso à prevenção e tratamento das doenças da pobreza (sida, malária e tuberculose), deve continuar a ser a primeira prioridade para a África. A construção de uma sociedade solidária para com os mais pobres, desprotegidos e excluídos deve assim constituir uma prioridade da visão estratégica para a transformação da África subsariana. A transformação estrutural e sistémica, social e económica, deve ter o apoio e o contributo de todos os agentes, políticos e económicos, e deve ser deliberadamente mais favorável em relação a quem mais dela precisa. Impõe-se com urgência a aplicação de uma agenda de participação cívica activa e afirmativa para que todos os africanos, nos seus países e nas instituições regionais e/ou continentais, se sintam parte integrante de uma sociedade solidária, bem como de uma economia criativa e diversificada.

ABSTRACT

Despite significant progress in some socioeconomic, institutional and political indicators in the last 10 years, poverty must remain a central challenge of any long-term strategy of inclusive development, and extreme poverty eradication and job creation together with overall access to prevention and treatment of aids, malaria and tuberculosis, must continue to be a top priority for Africa. Building a society that displays solidarity towards its poorest, unprotected and excluded people must, therefore, constitute a priority in the context of a strategic vision for the transformation of sub-saharan Africa. The structural and systemic transformation, social and economic, must have the support and contribution of all political and economic actors, and must deliberately be more favourable in relation to whoever is in greater need. The application of a plan of action for an active and affirmative civic participation is urgently required, in order for all Africans, in their countries and within the regional and/or continental institutions, feel integrant components of an inclusive society and creative and diversified economy.
Como citar
ROQUE, Fátima Moura. A erradicação da pobreza e a criação de emprego na transformação económica da África Subsariana. Africanologia - Revista Lusófona de Estudos Africanos, [S.l.], n. 2, june 2010. ISSN 1645-9970. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/africanologia/article/view/1312>. Acesso em: 29 mar. 2017.
Secção
Artigos