Francesco Buzomi e Francisco de Pina no VietNam do Sul: Fragmentos de um paradigma religioso-cultural imperial

  • Regina Célia de Carvalho Pereira da Silva Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

A presença de missionários em terras de ‘Annam’ remonta aos
meados do século XVII, pouco sabemos sobre a acção dos primeiros europeus que chegarão aquelas terras se bem que, ultimamente, quer Roland Jaques quer Isabel Mourão tenham começado a abrir algumas janelas da história e cultura daquela região do Extremo Oriente. As grandes dificuldades que viviam as missões jesuítas japonesas estimulavam as autoridades religiosas de Macau a enviar os missionários para novas regiões. A nossa pesquisa tem como focus a ação incial e isolada de dois jesuítas, um italiano e outro português, que enfrentaram não só adversidades religiosas, culturais, políticas mas souberam ultrapassar a grandíssima dificuldade que constituía o não conhecimento da língua e das tradições quotidianas inerentes àquele povo de tal modo que, ainda hoje, são identificáveis tais características no húmus da convivência diária. A presença de F. Buzomi na província de Pulocambì e aquela de F. de Pina a Cachão representam as raízes da missão cristã e da cultura ocidental no Vietnam, até então sob o domínio do Império Chinês.

Palavras-chave. Cochinchina; jesuítas; jurubaça; alfabeto
vietnamita; latinização; quốc ngữ.
Publicado
Aug 2, 2015
Como citar
SILVA, Regina Célia de Carvalho Pereira da. Francesco Buzomi e Francisco de Pina no VietNam do Sul: Fragmentos de um paradigma religioso-cultural imperial. Babilónia - Revista Lusófona de Línguas, Culturas e Tradução, [S.l.], n. 13, aug. 2015. ISSN 1646-3730. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/babilonia/article/view/5165>. Acesso em: 13 dec. 2017.