Branca de Neve e as imagens no escuro

  • Paulo Viveiros ULHT

Resumo

Partindo de uma referência aos filmes Branca de Neve de João César Monteiro e O Quarto da Vanda de Pedro Costa, este texto procura reflectir sobre o que o cinema acrescenta aos filmes. Ou seja, se o cinema não é um meio neutro de simples narração de histórias ou de documentos sociais e pessoais, como é que ele se manifesta para além da «linguagem» da indústria e do seu autor? O que este texto pretende fazer sobressair é a importância da montagem e do som numa arte que ficou associada à imagem em movimento. Neste sentido, o texto é também uma panorâmica sobre algumas propostas teóricas sobre esses dois conceitos.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Como citar
VIVEIROS, Paulo. Branca de Neve e as imagens no escuro. Caleidoscópio: Revista de Comunicação e Cultura, [S.l.], n. 2, july 2011. ISSN 1645-2585. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/caleidoscopio/article/view/2193>. Acesso em: 26 june 2019.
Edição
Secção
Artigos