Natureza e velocidades domovimento ecuménico

  • Silas Oliveira

Resumo

A Igreja Católica Romana combateu consistentemente (e coerentemente) o movimento ecuménico desde o início, defendendo o “primado de Pedro” com quatro Encíclicas seguidas (de 1922 a 1943) e um documento disciplinar, em Junho de 1948, que impedi uqualquer católico desejoso de participar na assembleia fundadora do Conselho Mundial de Igrejas, em Amsterdão. Só em 1968, no novo clima gerado pelo Concílio Vaticano II, ela passou a estar presente, com alguns dos seus teólogos, na Comissão de Fé e Ordem do C.M.I. Mas nunca aceitou, até hoje, integrar-se como mais uma das suas Igrejas--membros – porque, de facto, a sua doutrina sobre si mesma não foi alterada.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Oct 14, 2013
Como citar
OLIVEIRA, Silas. Natureza e velocidades domovimento ecuménico. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 16-17, oct. 2013. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/3817>. Acesso em: 19 may 2019.