Introdução

  • José Eduardo Franco
  • Cristina Osswald

Resumo

O martírio ganhou um sentido eloquente de morte em nome da fé, fazendo dessa forma de morte uma vitória absoluta. Vitória suprema porque se torna fonte de vida transcendent epara o mártir e exemplo de fé para os que continuam a sua vida terrena. Deste modo, a morte pela fé, seja individual seja colectiva (e é esta que dá a dimensão do massacre) é sempre interpretada como religiosa, como uma vitória da expansão da vida.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Oct 15, 2013
Como citar
FRANCO, José Eduardo; OSSWALD, Cristina. Introdução. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 15, oct. 2013. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/3853>. Acesso em: 24 mar. 2019.
Secção
Parte I - Martírios e Massacres - Fazer da morte uma vitória