As “Questões Educativas” e “Religiosas” no quinzenário A Vida Portuguesa – o contributo de Luísa Sérgio para a educação das crianças

  • Artur Manso

Resumo

O presente artigo colige o pensamento de Luísa Sérgio, esposa de António Sérgio, sobre a educação das crianças, ao longo de uma série de artigos por si assinados no quinzenário A Vida Portuguesa (1912-1915), órgão da Renascença Portuguesa. Estes textos revelam-se da maior importância pois, provavelmente, são publicações raras da sua autora. Após traçar um breve panorama das questões educativas neste quinzenário, analisamos, então, o pensamento de Luísa Sérgio sobre a educação infantil, exposto nos seguintes itens: a crítica à educação infantil; a família enquanto primeira responsável pela educação da criança; a educação dos educadores; os meios e as práticas lectivas;a actividade lúdica. Como corolário, num tempo de grande contestação ao ensino religioso na sociedade e nas escolas portuguesas, apresenta a Moral e a Civilidade como fins de toda a actividade educativa, apontando às pessoas religiosas uma supletiva responsabilidade na sua promoção..

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Oct 16, 2013
Como citar
MANSO, Artur. As “Questões Educativas” e “Religiosas” no quinzenário A Vida Portuguesa – o contributo de Luísa Sérgio para a educação das crianças. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 15, oct. 2013. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/3873>. Acesso em: 25 mar. 2019.