Ecologia do Islam – leitura corânica e perspectivas atuais

  • Marcial Maçaneiro

Resumo

O autor ensaia uma leitura ecológica do Alcorão, em vista da colaboração interreligiosa no campo da sustentabilidade e educação ambiental. As Suras (capítulos corânicos) de conteúdo cosmogônico, ético e antropológico mostram que – na visão islâmica– a Terra e sua biodiversidade constituem sinais da bondade e onipotência do Criador, com apelos ao uso racional dos recursos naturais. Seguindo indicações do tafsir (comentário exegético) e de pesquisadores contemporâneos, o autor colhe das narrativas corânicas uma série de “virtudes ecológicas” orientadoras da conduta humana na Terra. Por fim, pondera que as conexões entre cosmovisão bíblica e corânica favorecem a parceria de sujeitos e religiões na busca de soluções viáveis à hodierna crise ecológico-ambiental.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Oct 16, 2013
Como citar
MAÇANEIRO, Marcial. Ecologia do Islam – leitura corânica e perspectivas atuais. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 15, oct. 2013. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/3874>. Acesso em: 24 mar. 2019.