Alessandro Valignano, teólogo e missionário

  • Rui Coimbra Gonçalves

Resumo

Vários factores concorreram para a configuração do pensamento de Valignano enquanto teólogo. Da componente europeia da sua formação – de teor jurídico e filosófico –, terá ele absorvido elementos que tanto apontavam para soluções de conciliação, como, porventura, até de repulsa (como a filosofia tomista de matriz aristotélica, fundada, por seu turno, numa fé justificada pela via da razão), face ao ideário, necessariamente diverso, com que iria deparar-se nos territórios de missão em que havia de exercer a sua tarefa de supervisão enquanto Visitador: a Índia e o Japão.O objectivo deste estudo consiste, pois, em pôr de relevo esses aspectos compósitos e intentar demonstrar como logrou ajustá-los Valignano junto dos povos nativos dos territórios do Oriente onde desenvolveu o seu magistério de evangelização.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Oct 23, 2013
Como citar
GONÇALVES, Rui Coimbra. Alessandro Valignano, teólogo e missionário. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 13-14, oct. 2013. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/3910>. Acesso em: 25 may 2019.
Secção
Parte II - Missionação no Império Colonial Português teorias historiográficas e novas metodologias de investigação