A visão do Budismo em Eça de Queirós

  • Miguel Real

Resumo


Eça sui pde Queirós não possui um texto reflexivo sobre o budismo, nem a sua obra pos-personagens budistas. A sua concepção da doutrina de Buda e do budismo surge,em essência, no romance A Correspondência de Fradique Mendes, texto da última fase da obra de Eça de Queirós, e obedece ao espírito humanista presente nos romances e contos publicados ou escritos nos seus últimos dez anos de vida (1890 – 1900). Usando uma metodologia comparatista, Eça faz equivaler Buda a Cristo como homens santos, o pri- meiro para a mentalidade oriental, o segundo para a ocidental. No entanto, porque Buda permite a salvação de todos através do aperfeiçoamento das diversas reencarnações corporais, Fradique prefere Buda a Cristo.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Nov 12, 2013
Como citar
REAL, Miguel. A visão do Budismo em Eça de Queirós. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 11, nov. 2013. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4050>. Acesso em: 21 may 2019.
Secção
Parte I: O Budismo uma proximidade do Oriente – ecos, sintonias e permeabilidades no pensamento português