Afinidade entre o Budismo e o pensamento de Vergílio Ferreira uma aproximação

  • Bruno Béu de Carvalho

Resumo

Neste breve artigo, de sinal marcadamente indicativo, é nossa intenção ensaiar a aproximação entre o Budismo, numa consideração genérica, e o pensamento e obra de Vergílio Ferreira em dois pontos ou gestos de ambos. Num primeiro, relevamos a posição, dizemo-la, principial, que ocupa, na doutrina e prática budistas, o autoconhecimento, chave e vector, a par da mesma posição de tal conhecimento, seu valor e modo, no pensamento e obra vergilianos. Finalmente, comparamos o gesto que, no Budismo, considera o tecido (os cinco agregados ou khandhas) que responde pela insatisfação (dukkha) da existência, e o valor libertador do seu reconhecimento efectivo, com a posição vergiliana,notada numa noção que cremos crucial, a de interrogação, de distância, face à filosofia, e sua diversidade de programas ou sistemas de relação com o real, assim como, ultimamente, face à linguagem, à nomeação e determinação da realidade, tecida, esta, ultimamente, de mistério.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Nov 12, 2013
Como citar
CARVALHO, Bruno Béu de. Afinidade entre o Budismo e o pensamento de Vergílio Ferreira uma aproximação. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 11, nov. 2013. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4058>. Acesso em: 19 may 2019.
Secção
Parte I: O Budismo uma proximidade do Oriente – ecos, sintonias e permeabilidades no pensamento português