20 propositions a propos du dialogue islamo-chrétien

  • Adel Sidarus

Resumo

Está patente que um dos conflitos mais sangrentos e retumbantes da actualidade e, por consequência, o diálogo mais premente hoje em dia, são os que implicam as sociedades cristãs e muçulmanas. Depois de sublinhar os laços de afinidade religiosa, cultural e civilizacional que ligam o islamismo ao cristianismo, as duas religiões mais “universalistas” do planeta, o autorconvida-nos a situar a presente confrontação no quadro global das relações históricas e políticas dos tempos modernos e actuais, com vista a aclarar a verdadeira naturezada questão e melhor focar os desafios imediatos do diálogo. Ele analisa assim os diferentes “choques” sofridos pelas sociedades muçulmanas, há mais de dois séculos, sob o impacto do colonialismo e da hegemonia excessiva e arrogantedo Ocidente. Denuncia também a tendência a ver apenas os aspectos negativos do islão actual, fruto da conjuntura do momento, e “substancializar” os respectivos elementos. Na verdade, as regressões a que se assiste hoje devem-se às circunstâncias sócio-políticas evocadas e não se podem imputar à essência do islamismo. Para concluir, invocam-se as condições objectivas de todo o diálogo sincero: fim de todo o tipo de domínio; autocrítica; ausência de preconceitos e abertura à “memória histórica” do Outro; convívio tolerante e procura humilde dos pontos comuns; igualdade real e partilha solidária das riquezas materiais e dos recursos naturais e tecnológicos, tal como do espaço vital...

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Dec 6, 2013
Como citar
SIDARUS, Adel. 20 propositions a propos du dialogue islamo-chrétien. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 7-8, dec. 2013. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4145>. Acesso em: 23 mar. 2019.