A viagem de frei André de Faro à Guiné (1663 e 1664)

  • Carlene Recheado

Resumo

Este artigo tem como objetivo fazer uma análise sobre a viagem missionária do capucho português André de Faro aos rios da Guiné. Faro fez parte da segunda missão capucha na diocese de Cabo Verde, esta missão, a nível de fontes para o estudo do quotidiano missionário, é muito rica, graças a relação de frei André de Faro sobre as missões da Guiné, nos anos de 1663 e 1664. Inserido no âmbito das literaturas de viagem, o relato do capucho português, constitui uma importante fonte no que toca à história da missionação dos capuchos portugueses na Costa Ocidental africana no século XVII. Dos muitos franciscanos da província da Piedade que trabalharam na diocese de Cabo Verde, apenas cinco missionaram na Guiné, daí a importância deste relato missionário.
Publicado
Jun 19, 2014
Como citar
RECHEADO, Carlene. A viagem de frei André de Faro à Guiné (1663 e 1664). Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 18-19, june 2014. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4482>. Acesso em: 19 oct. 2017.
Secção
Parte II: Olhares sobre a construção das identidades religiosas ocidentais ...na Modernidade