Os deuses, os reis e a estatuária real no império neo-assírio

  • Marcel L. Paiva do Monte

Resumo

As estátuas reais assírias são um exemplo da primazia da imagem régia. O alto investimento material e artístico a elas alocado servia para construir a representação do rei como único referente. Exerciam uma função liminar no discurso político-ideológico pois, referindo-se a seres humanos, muitas ocupavam, contudo, espaços sacralizados no interior dos templos. a sua função e contexto distinguiam-nas de outras expressões discursivas do poder, como os grandes conjuntos de relevos palacianos ou as estelas.
Publicado
Jun 25, 2014
Como citar
MONTE, Marcel L. Paiva do. Os deuses, os reis e a estatuária real no império neo-assírio. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 18-19, june 2014. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4528>. Acesso em: 28 mar. 2017.
Secção
Parte I: Olhares sobre a construção das identidades religiosas ocidentais ...na Antiguidade