A Inquisição na Guiné, nas ilhas de Cabo Verde e São Tomé e Príncipe

  • Filipa Ribeiro da Silva

Resumo

A concentração de denúncias nos séculos XVI e, sobretudo XVII, esteve, certamente, relacionada com a evolução política e económica destas regiões, pois em Quinhentos e Seiscentos estas passaram por momentos conturbados devido à instabilidade governativa, especialmente sentida na Guiné e em S. Tomé e Príncipe, bem como devido à rivalidade económica entre os comerciantes caboverdianos e os reinóis e europeus pelo monopólio do comércio da costaguineense. Um conjunto de situações que convidava à utilização da denúncia ao Santo Ofício como forma de solucionar problemas de ordem económica e política.
Publicado
Jul 17, 2014
Como citar
SILVA, Filipa Ribeiro da. A Inquisição na Guiné, nas ilhas de Cabo Verde e São Tomé e Príncipe. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 5-6, july 2014. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4584>. Acesso em: 18 nov. 2017.
Secção
Parte I: Inquisição em África