As irmandades da Igreja de São Roque tempo, propósito e legado

  • Maria João Pereira Coutinho
  • Sílvia Ferreira

Resumo

As confrarias como organizações de inspiração cristã, com acção interventora nos domínios do social,do espiritual e da cultura constituíram-se na Lisboa de Seiscentos e de Setecentos como pólos aglutinadores dinâmicos da concepção e divulgação de uma certa visão,interpretação e vivência do real. Assim se justifica, em parte, como instituições poderosas que eram a sua boa organização interna e os estritos preceitos observados pelos seus membros.
Publicado
Jul 17, 2014
Como citar
COUTINHO, Maria João Pereira; FERREIRA, Sílvia. As irmandades da Igreja de São Roque tempo, propósito e legado. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 5-6, july 2014. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4587>. Acesso em: 18 nov. 2017.
Secção
Parte II - Artigos