O pecado da síncopa

  • Paula Pina

Resumo

O jazz é uma música de músicos, exigente, desprotegida, arriscada. É sobretudo um símbolo, um significante com uma panóplia de significados. Conforma atitudes, associações variadas e muitas vezes contraditórias, quer do ponto de vista estético, racial, político, epistemológico, individual, social, filosófico. É uma música iconoclasta, idiossincrática, utópica, visceral. O jazz pode ser um estilo, definindo-se por aspectos tangíveis como a textura, o colorido sonoro, o fraseado, os instrumentos.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Jul 18, 2014
Como citar
PINA, Paula. O pecado da síncopa. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 3-4, july 2014. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4597>. Acesso em: 26 mar. 2019.
Secção
Parte I: Música e imaginários religiosos