Pluralidade Religiosa, Fluxos Migratórios e Cidadania

  • Maria Isabel Tomás

Resumo

Resumo
A configuração das nossas cidades evidencia uma pluralidade religiosa que, por sua vez, está relacionada com os fluxos migratórios, emigração e imigração, ocorridos no passado e no presente. Por outro lado, as Igrejas e as organizações religiosas reforçam a construção da identidade e podem ser consideradas um local onde as pessoas se encontram e se ajudam mutuamente. Contribuindo assim, para uma maior integração dos cidadãos. Ou seja, podemos constatar que, nos espaços religiosos, existe uma inter-ajuda entre as pessoas, na resolução dos seus problemas, como a legalização, a procura de emprego, o combate à solidão, entre outros. Podemos, assim, afirmar que a religião é essencial para o exercício da cidadania.
Por seu turno, esta pluralidade originou um conjunto de políticas públicas, como a Lei da Liberdade Religiosa, que veio regulamentar um conjunto de direitos já consagrados na Constituição da República Portuguesa, o Código Civil Português, entre outros documentos legais.
A presente pesquisa pretende identificar características convergentes e divergentes entre os grupos religiosos, identificar as contribuições desses grupos religiosos na adaptação e na integração dos migrantes e na conceção e implementação de políticas públicas no domínio do diálogo inter-religioso.
Ao longo deste trabalho de investigação foram realizadas entrevistas semi-diretivas a organizações e entidades religiosas tais como: Aliança Evangélica Portuguesa, Comissão para a Liberdade Religiosa, COMACEP, Alto-Comissariado Para as Migrações, Projeto K-Cidade do Centro Ismaili, Mesquita Central de Lisboa Comunidade Israelita de Lisboa, Comunidade Hindu de Portugal, Comunidade Sikh de Portugal, Igreja Evangélica Alemã, Igreja Evangélica Escocesa, Igreja Evangélica Filipina, Igreja Ortodoxa Grega - patriarcado de Constantinopla, Associação das Testemunhas de Jeová, Igreja Adventista do 7º dia, Igreja Messiânica, Igreja da Unificação para a Paz Mundial e Igreja Portuguesa de Ciêntologia, ordem de Rosacruz Amorc, União Budista Portuguesa e Federação Nacional do Culto Afro-Brasileiro.
Palavras-chave: pluralidade, religião, fluxos migratórios e cidadania


 


Abstract
The configuration of our cities reveals a religious plurality related with migration in the
past and present. Churches and religious organizations reinforce the construction of
identity and are a place where people meet and help each other. Thus contributing to the
further integration of migrants. In religious space we can see that people help each other
to solve their problems, such as legalization, job search, combating loneliness, academic
problems, among others. So, religion is essential to the exercise of citizenship.
This plurality yielded a set of public policies such as the Law of Religious Freedom that
came regulate a set of rights already enshrined in the Constitution of the Portuguese
Republic, Portuguese Civil Code, among other legislation.
The present researcher is intended to identify convergent and divergent features among
religious groups, identify the contributions of these religious groups on adaptation and
integration of immigrants and the design and implementation of public policies in the
field of interreligious dialogue.
Throughout this research work was performed religious semi-directive to organizations
and entities interviews such as: Portuguese Evangelical Alliance Commission for
Religious Freedom, COMACEP, High Commissioner for Migration, K-Town Project
Ismaili Centre, Central Mosque Lisbon Jewish Community of Lisbon, Hindu
Community of Portugal, Community Sikh Portugal, Evangelical Church German,
Scottish Evangelical Church, Evangelical Church Philippine, Greek Orthodox Church -
patriarchate of Constantinople, the Association of Jehovah's Witnesses, Adventist
Church of the 7th day, Messianic Church, Unification Church for World Peace and the
Portuguese Church of Scientology, Rosicrucian order Amorc, Portuguese Buddhist
Union and National Federation of Afro-Brazilian worship.
So, we are present a plurality religion and we can see a social, cultural and a religious
function in every religious groups. On the other hand, these phenomena lead to the
design and implementation of public policies
Keywords: Plurality, migrations and Citizenship

Publicado
Nov 27, 2017
Como citar
TOMÁS, Maria Isabel. Pluralidade Religiosa, Fluxos Migratórios e Cidadania. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], v. 1, n. 20, nov. 2017. ISSN 2183-3737. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/6145>. Acesso em: 15 aug. 2018.