Fluxos & Riscos - Revista de Estudos Sociais

CPES - Centro de Pesquisa e Estudos Sociais

Fluxos & Riscos é revista semestral, com publicação anual de dois números.  Salvo raras excepções, cada número terá editor (es) convidado(s) para coordenar a secção temática / dossiê da revista. Para tornar o processo viável, dando tempo adequado para arbitragem, “double-blind peer review”, os artigos deverão dar entrada pelo menos quatro meses antes da data de publicação, ou seja, até Setembro e Março. Os textos que chegarem fora destes prazos poderão ser publicados nos números posteriores. A submissão de artigos deverá ser feita on-line. Para isso cada autor deverá registar-se na página web de gestão da revista, para ter acesso ao processo de envio do artigo. http://revistas.ulusofona.pt/index.php/fluxoseriscos/user/register  Qualquer outra correspondência poderá ser dirigida ao e-mail do secretariado do CPES: cpes@ulusofona.pt 

Quem pode contribuir?

Os artigos para publicação na Fluxos & Riscos poderão vir tanto dos investigadores do CPES, como dos investigadores externos. A direcção da revista anunciará com regularidade as temáticas escolhidas para o dossiê da revista e enviará “call for papers”. Com raras excepções, haverá editor (es) convidado (s) de entre especialistas sobre os temas escolhidos para o dossiê temático de cada número da revista, que terá aproximadamente 200 páginas, divididas em três secções: A primeira secção temática ocupará o grosso da revista, incluindo aproximadamente 100-120 páginas, com espaço para 6 artigos de 5,000 palavras cada, excluindo algumas páginas adicionais de notas-de-rodapé, bibliografia e apêndices. A segunda secção ficará reservada para temas diversos, mas sempre relevantes para os objectivos do CPES,  com o mesmo limite de palavras,  e também com revisão dupla-cega. Na terceira secção sem revisão dupla-cega haverá espaço para artigos exploratórios e breves, e para apresentar recensões de livros de interesse, relatórios da investigação em curso, e reportagem de eventos científicos organizados pelo CPES, ou com a sua participação, com limite aproximado de 1000 palavras para cada item.

Normas editoriais para submissão de artigos

(1) A submissão inicial de artigos deve ser em ficheiros Word até 5000 palavras, excluindo notas de rodapé, bibliografia e apêndices. Breves, recensões, relatórios até 1000 palavras cada.

(2) Para garantir a integridade da avaliação cega por pares, no texto do artigo a submeter devem evitar-se referências que identifiquem o(s) autor(es). As referências a anteriores trabalhos do(s) autor(es) deverá surgir de forma idêntica à de outros autores citados.

(3) As submissões finais na plataforma, já integrando as recomendações dos revisores, devem ser em ficheiro Word.  E em ficheiro Pdf,  com indicação do(s) nome(s) do(s) autor(es) a seguir ao título do artigo e antes dos resumos, e com a respetiva designação e filiação institucional (porextenso, e não se limitando a siglas) em uma nota de rodapé para  flux.risk@gmail.com. A submissão final tem o prazo de uma semana após o autor ter recebido da direção da revista as sugestões / recomendações dos revisores externos. Não são consideradas submissões finais quando o artigo ainda continua na rodagem de avaliações e requer reavaliação. Para isso pode o autor confirmar com o Editor-gerente, dirigindo um e-mail ao flux.risk@gmail.com.

(4) Na formatação do ficheiro, personalizar margens espelhadas (simétricas) de 2,5 cms.

(5) Fonte  Times New Roman 12 para o texto, 11 para resumos, e 10 para as notas de rodapé.

(6) Espaçamento 1,5 no texto, e 1 para resumos e notas de rodapé.

(7) Título do artigo e títulos no corpo do texto fonte TNR 13, subtítulos TNR 12, sempre a negrito. Nos títulos a inicial de todas as palavras deve ser em letra maiúscula, enquanto nos subtítulos apenas a primeira palavra deverá ser em letra maiúscula.

(8) Os parágrafos após o títulos ou subtítulo não têm espaço, devendo os seguintes ser recuados 1 cm à esquerda.

(9) As citações com mais de 40 palavras devem ser destacadas do corpo do texto, recuadas 1cm à esquerda, letra 11, com 1 de espaçamento, sem aspas.

(10) As imagens devem ser da autoria expressa do/a autor/a, ou com indicação da fonte e permissão para serem reproduzidas.

(11) As imagens e gráficos devem ser em preto e branco, com uma resolução igual ou superior a 300 dpi.

(12) Todos os artigos devem ser acompanhados de resumos em português e em inglês até 150 palavras seguidos de 5 palavras-chave. Deve ser feita referência ao problema de investigação, interesse e contexto do estudo, metodologia utilizada, resultados alcançados e conclusões.

(13) Só serão aceites textos inéditos, que não poderão ser submetidos a outras revistas enquanto durar o processo de submissão na Fluxos & Riscos.

(14) As referências bibliográficas deverão seguir as normas APA, como se passa a exemplificar:

 Livros

Weber, M. (1979). O político e o cientista. Lisboa: Editorial Presença. (Original publicado em 1919).

Capítulo

Giddens, A. (2000). Viver numa Sociedade Pós-Tradicional. In  U. Beck, A. Giddens & S. Lash, Modernização Reflexiva. Política, Tradição e Estética no Mundo Moderno (pp. 53-104). Oeiras: Celta.

 Artigo de revista científica

Gaspar, J. (2001). Retorno da paisagem à Geografia: apontamentos místicos. Finisterra, 72, 83-99.

 Actas de eventos científico

Alvim, L. & Nunes, M. B. (2010). As Bibliotecas 2.0 são redes de comunicação? Contributo para o estudo sobre a utilização das tecnologias da Web 2.0 nas estratégias de comunicação nas bibliotecas públicas e académicas portuguesas. In Políticas de Informação na sociedade em rede: actas do 10.º Congresso da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas, Guimarães, 7-9 Abr. 2010 (72-95).

Teses

Campos, D. B. (1992). Estrutura familiar, relações parentais, pesquisas e didácticas. Tese apresentada ao Departamento de Sociologia da Universidade Camões, para obtenção do grau de doutor, orientada por Judite Santos Montez, Lisboa.

Legislação

Decreto-Lei n.º 380/99 de 22 de setembro. Regime Jurídico dos Instrumentos de Gestão Territorial.

Referência eletrónica (online)

European Commission, Special Eurobarometer 296, Discrimination in the European Union: Perceptions, Experiences and Attitudes, European Commission (Fieldwork: February-March, 2008), July 2008. Acedido outubro 20, 2016, em

           http://ec.europa.eu/public_opinion/archives/ebs/ebs_296_en.pdf

Sobre as normas APA consultar: http://bit.ly/2cn7viy e http://www.apastyle.org/learn/tutorials/basics-tutorial.aspx 

 Instruções para autores em:

 http://revistas.ulusofona.pt/index.php/fluxoseriscos/about/submissions

Arbitragem :  dupla-cega por Pares

O processo de revisão editorial só será iniciado se o texto obedecer a todas as normas seguidas pela Revista Fluxos & Riscos. Caso contrário, será solicitada a adequação às normas e, a partir daí, proceder-se-á à realização de nova submissão.

Se o texto estiver de acordo com todas estas normas, e for considerado, pelo Conselho Editorial, potencialmente publicável na Revista Fluxos & Riscos, o Autor será informado por e-mail sobre o início do processo editorial.

O texto será, então, encaminhado para 2 (dois) consultores / revisores de reconhecida competência na área, pertencentes ao Conselho Editorial e Conselho Científico da Revista Fluxos & Riscos, ou outros de fora. Os Editores-convidados podem contribuir para o banco de potenciais  revisores, mas a escolha final será do Diretor /Editor-gerente, de forma a  salvaguardar a identidade dos revisores finais.

Os consultores / revisores não terão conhecimento da autoria do texto, nem os autores terão conhecimento dos consultores, como praticado em  “double-blind review”. Caso um consultor tenha qualquer espécie de impedimento para expressar o seu parecer, devolve, imediatamente, o artigo ao Editor da Revista. Neste caso, ou em caso de discrepância na opinião ou pareceres contraditórios dos dois consultores, haverá recurso a um terceiro especialista.

Os consultores ad hoc, após a análise do texto, aprovam como está (A), recomendam com sugestões de modificações (B), ou rejeitam. Os Autores recebem cópias dos pareceres dos Consultores. Caso o texto venha a ser rejeitado, os Autores podem submetê-lo novamente depois de cuidadosa revisão, tendo em consideração os pareceres recebidos. Em geral, é encaminhado aos mesmos Consultores ad hoc, quando isso for requerido por algum revisor anterior.

A decisão final sobre a publicação de um texto submetido à Revista Fluxos & Riscos  cabe ao seu Diretor.  O Director ou a secretária de CPES comunicará o resultado final aos Autores, o mais rapidamente possível, indicando a data e número da revista previstos para a publicação do artigo.

Diretor

Teotónio R. de Souza