Organizações de Economia Social

O que as distingue e como podem ser sustentáveis

  • Américo M. S. Carvalho Mendes Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

Neste artigo começa-se por fazer uma análise crítica do conceito de "organizações sem fins lucrativos" e do conceito de "sector da economia social". Em alternativa propõe-se um conceito de organizações de economia social fundado numa definição económica dos seus produtos e dos fatores utilizados na sua produção. Esta definição é, depois, desenvolvida identificando várias especificidades económicas desta organizações com relevância para a sua sustentabilidade. Na parte final do artigo passam-se em revista vários fatores que podem contribuir para essa sustentabilidade.

Publicado
Nov 12, 2016
Como citar
MENDES, Américo M. S. Carvalho. Organizações de Economia Social. Fluxos & Riscos - Revista de Estudos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 2, p. 29-53, nov. 2016. ISSN 1647-6131. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/fluxoseriscos/article/view/5625>. Acesso em: 29 apr. 2017.
Secção
Artigos