O sentido de identidade clubistica e a realidade social e cultural das organizações desportivas

  • Ana Margarida Sousa Faculdade de Educação Física e Desporto - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

A formação da identidade dos indivíduos é influenciada pelos processos de socialização. Associar-se a um clube desportivo funciona então como um contexto de pertença e sociabilização em que os indivíduos se relacionam e convivem, procurando, em alguns casos, uma alternativa à falta de sentidos de pertença coletivos característicos da sociedade atual. As organizações desportivas devem conhecer, em profundidade, a realidade social e cultural que as caracteriza, de forma a adequar a sua oferta às necessidades e preferências dos seus associados.

A questão central desta investigação é «O papel social e cultural das organizações desportivas contribui para o sentido de identidade clubística dos seus associados?». Nesse sentido, os objetivos são conhecer e descrever o fenómeno social e cultural das Casas do Benfica para perceber se existe um sentido de identidade clubística forte por parte dos seus associados; e conhecer os seus níveis de prática nas diferentes atividades promovidas.

Através da realização de um inquérito por questionário a uma amostra de associados das Casas do Benfica, conclui-se que estas têm um papel social e cultural de extrema importância, bem como um forte sentido de identidade clubística, o que poderá ser utilizado pela gestão do Sport Lisboa e Benfica para potenciar o ser desenvolvimento enquanto organização desportiva.

Publicado
Dec 19, 2014
Como citar
SOUSA, Ana Margarida. O sentido de identidade clubistica e a realidade social e cultural das organizações desportivas. Gymnasium - Revista de Educação Física, Desporto e Saúde, [S.l.], v. 5, n. 1, p. 87-106, dec. 2014. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/gymnasium/article/view/4172>. Acesso em: 27 mar. 2017.