AUTOMATIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE CARTOGRAFIA DE PERIGOSIDADE E RISCO DE INCÊNDIO FLORESTAL COM SOFTWARE OPEN SOURCE - APLICAÇÃO AO PLANO OPERACIONAL MUNICIPAL

  • Pedro Venâncio Câmara Municipal de Pinhel

Resumo

A atual situação económica do país, os cortes orçamentais na Administração Pública e o aumento progressivo da transferência de competências para a Administração Local, têm conduzido à necessidade de se encontrarem alternativas menos dispendiosas aos softwares proprietários, uma vez que, para além de um investimento inicial avultado, aqueles softwares exigem o pagamento de taxas de licenciamento, constituindo uma despesa incomportável para muitas autarquias de pequena dimensão. A par desta situação, tem-se assistido a um aumento exponencial da oferta de softwares livres para todas as áreas, nomeadamente para a área dos Sistemas de Informação Geográfica. Os mitos que apontavam o software livre como amador, de difícil utilização e sem suporte técnico, têm-se dissipado, tanto por iniciativa de entusiastas que demonstraram o sucesso da sua utilização nas mais diversas áreas de atividade, como pela sua adoção no seio de Universidades e Administrações Públicas de um número crescente de países, que contribuem ativamente para o seu desenvolvimento. A constituição de empresas especializadas neste tipo de software, que prestam serviços de suporte e manutenção, exatamente como acontece com o software proprietário, tem tido também um contributo importante para a sua maior aceitação.
Publicado
Aug 16, 2013
Como citar
VENÂNCIO, Pedro. AUTOMATIZAÇÃO DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DE CARTOGRAFIA DE PERIGOSIDADE E RISCO DE INCÊNDIO FLORESTAL COM SOFTWARE OPEN SOURCE - APLICAÇÃO AO PLANO OPERACIONAL MUNICIPAL. e-LP Engineering and Technology Journal, [S.l.], v. 4, aug. 2013. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/revistae-lp/article/view/3584>. Acesso em: 24 june 2017.
Edição
Secção
Artigos