Inefectividade não quantitativa dos inibidores da enzima de conversão da Angiotensina num doente africano-negro. Caso clínico de seguimento Farmacoterapêutico - Método Dáder

Marta Valente, Henrique Santos, Paula Iglésias

Resumo


O método Dáder de seguimento farmacoterapêutico é um instrumento de avaliação da farmacoterapia disponível para os farmacêuticos comunitários que pretendam efectuar seguimento farmacoterapêutico aos seus doentes, tendo em vista a obtenção do maior benefício (efectividade
e segurança) da terapêutica.
Foi avaliada a farmacoterapia de um doente em seguimento farmacoterapêutico com hipertensão recorrendo à classificação do Segundo Consenso de Granada sobre Problemas Relacionados com Medicamentos (PRM) e à sistemática de identificação preconizada pelo Método Dáder. Foi detectado
um PRM 3 resultado de uma inefectividade não quantitativa devido à refractariedade dos Inibidores
da Enzima de Conversão da Angiotensina (IECA) em doentes africanos-negros. Em consequência da intervenção farmacêutica efectuada, o médico alterou a terapêutica, e obtiveram-se valores de pressão arterial normais (inferiores a 140/90 mmHg). A opção terapêutica de susbtituir o IECA por um diurético
e um antagonista do canal de cálcio mostrou-se adequada e está de acordo com a literatura, na qual
é referido que este tipo de terapêutica pode ser mais efectiva do que os IECA nos africanos-negros, ilustrando, simultaneamente, o interesse e importância reais deste procedimento clínico na prática farmacêutica.

Palavras-chave


Seguimento Farmacoterapêutico; IECA; Hipertensão; Problemas Relacionados com Medicamentos; Método Dáder; Cuidados Farmacêuticos; Resultados clínicos



 

Escola Superior de Saúde Associação Lusófona para o Desenvolvimento do Ensino e Investigação em Ciências da Saúde Edições Universitárias Lusófonas