Seguimento Pós Terapêutico do Doente Oncológico - - Cuidados Partilhados -

  • Maria João Queiroz Centro de Saúde da Venda Nova / Ciências Médicas de Lisboa

Resumo

É crescente o número de doentes oncológicos que obtém cura clínica, o que determina a necessidade de gerir recursos
médicos escassos nos centros de especialidade, aonde a maioria é seguida em follow-up. A transferência da
prestação de parte destes cuidados para o âmbito dos cuidados de saúde primários tem motivado acesa discussão,
algumas tentativas foram implementadas, mas mantém-se a ausência de consensos.
Incentivar a sua partilha, melhorando por um lado, a referenciação e, pelo outro, a medicina de proximidade, implica
rever os objectivos do seguimento pós terapêutico, analisar os problemas deles decorrentes, propondo as medidas
julgadas mais adequadas para lhe fazer face.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Como citar
QUEIROZ, Maria João. Seguimento Pós Terapêutico do Doente Oncológico - - Cuidados Partilhados -. Revista Lusófona de Ciências e Tecnologias da Saúde, [S.l.], n. 1, may 2010. ISSN 1646-3854. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/revistasaude/article/view/1235>. Acesso em: 20 may 2019.
Edição
Secção
Ciências Biomédicas / Biomedical Sciences

Palavras-chave

Seguimento; Oncologia; Cuidados Saúde Primários.