“Olhar” e pensar o ensino para alunos com deficiência: os saberes produzidos em contexto colaborativo

  • Ana Paula de Freitas Universidade de São Francisco (USF)
  • Maria Inês Bacelar Monteiro Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP)

Resumo

Esta pesquisa, fundamentada na perspetiva histórico-cultural do desenvolvimento humano, focalizou o ensino para alunos com deficiência no contexto da inclusão escolar com o objetivo de identificar as conceções e práticas dos professores em relação ao ensino a esses alunos e apontar a dinâmica das transformações decorrentes do trabalho de parceria desenvolvido em perspetiva colaborativa. O trabalho de campo ocorreu em uma escola pública brasileira. Foram realizados 11 encontros de formação continuada, audiogravados, com posterior transcrição de todo o material. Os dados foram organizados em três unidades temáticas: (1) conceções e práticas dos professores em relação ao ensino de alunos com deficiência, (2) subsídios teóricos como possibilidade de transformação das práticas e (3) dinâmica das transformações decorrentes do trabalho de parceria desenvolvido. As análises explicativas privilegiaram as relações interpessoais, com foco na dinâmica dialógica. No trabalho colaborativo, compreendido como lugar de produção de significação, os sentidos atribuídos às ações e aos dizeres dos participantes são diversos e nem sempre coincidentes. Às vezes há tensões e contradições na dinâmica dialógica, mas identificaram-se indícios do processo de transformação das conceções e práticas docentes em relação ao ensino de alunos em condição de deficiência.


Palavras-chave: educação inclusiva; alunos com deficiência; pesquisa colaborativa; formação docente continuada; relações de ensino.

Publicado
Mar 4, 2017
Como citar
FREITAS, Ana Paula de; MONTEIRO, Maria Inês Bacelar. “Olhar” e pensar o ensino para alunos com deficiência: os saberes produzidos em contexto colaborativo. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 34, n. 34, p. 143-159, mar. 2017. ISSN 1646-401X. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/5821>. Acesso em: 22 oct. 2017.