O Impacto do Emprego na Qualidade de Vida das Pessoas com Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental

  • Cristina Simões Faculdade de Motricidade Humana - Universidade de Lisboa
  • Sofia Santos Faculdade de Motricidade Humana - Universidade de Lisboa

Resumo

A presente investigação tem como objetivo analisar o impacto do emprego na qualidade de vida das pessoas com dificuldade intelectual e desenvolvimental (DID). A recolha de dados foi efetuada através de uma escala que mede a qualidade de vida, Escala Pessoal de Resultados (EPR), tendo a mesma sido aplicada a 1,264 adultos com DID e aos respetivos cuidadores (n = 333). Os participantes com DID tinham emprego apoiado (n = 31), emprego protegido (n = 107) e 1,126 não exerciam qualquer profissão. Os resultados obtidos permitiram concluir que o emprego influencia positivamente a qualidade de vida das pessoas com DID, observando-se diferenças estatisticamente significativas entre os participantes com e sem emprego. Concomitantemente, verificaram-se diferentes perceções entre os indivíduos com DID e os seus cuidadores relativamente ao emprego apoiado e protegido.


Palavras-chave: qualidade de vida; dificuldade intelectual e desenvolvimental; emprego apoiado; emprego protegido.

Publicado
Mar 4, 2017
Como citar
SIMÕES, Cristina; SANTOS, Sofia. O Impacto do Emprego na Qualidade de Vida das Pessoas com Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 34, n. 34, p. 181-197, mar. 2017. ISSN 1646-401X. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/5823>. Acesso em: 27 june 2017.