Matriz metodológica para análise de comunidades virtuais de prática

  • Antonieta Rocha Universidade Aberta
  • Alda Pereira Universidade Aberta

Resumo

 


Neste artigo propomo-nos descrever a metodologia usada na análise de comunidades virtuais na rede. Dada a existência de Grupos, Redes, Coletivos e Comunidades que povoam a Rede global, importa refletir acerca do quadro metodológico a aplicar sempre que se persiga a intenção de investigar em particular uma destas entidades. Com o objetivo de analisar e caraterizar sete comunidades online, procurando evidenciar os traços que tipificam eventuais comunidades virtuais de prática, foi realizado um estudo de casos múltiplos, de natureza predominantemente qualitativa. Metodologicamente privilegiou-se a observação continuada da realidade vivida nessas comunidades, a realização de entrevistas online semiestruturadas aos moderadores, a análise de redes sociais, procurando analisar as dinâmicas inter-relacionais, tendo-se complementado o estudo com o recurso à aplicação de questionários online aos respetivos participantes. Este artigo, para além de procurar dar conta da metodologia usada, apresenta uma matriz de análise dos dados que permite identificar, em face de estruturas localizadas na rede, a existência de comunidades virtuais de prática e a abrangência dos traços que as tipificam.


Palavras-chave: metodologia; matriz de análise; estudos de caso; investigação online; comunidades virtuais de prática.

Publicado
Aug 20, 2017
Como citar
ROCHA, Antonieta; PEREIRA, Alda. Matriz metodológica para análise de comunidades virtuais de prática. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 36, n. 36, aug. 2017. ISSN 1646-401X. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/5992>. Acesso em: 24 nov. 2017.