A Interação entre pares: que lugar na avaliação do desempenho docente?

  • Susana Oliveira Sá Universidade do Minho

Resumo

 


A avaliação do desempenho docente, quando realizada segundo o modelo da supervisão entre pares, tem assumido uma importância desmedida nas preocupações e nas atividades dos docentes, gerando tensões no ambiente profissional, para além das inerentes a qualquer dispositivo de avaliação e desvios em relação aos objetivos centrais propostos. Com este estudo, investigou-se de que forma a interação entre pares substitui com vantagem a supervisão entre pares, sobretudo em escolas onde os quadros docentes são estáveis e os seus docentes possuem mais de 15 anos de serviço. Neste contexto, optamos por uma investigação de natureza qualitativa, de tipo estudo de caso, recorrendo, para isso, à análise de narrativas de docentes e de entrevistas semiestruturadas às docentes. Os dados recolhidos foram tratados recorrendo às técnicas de análise de conteúdo, através do software de análise qualitativa webQDA. Em contextos similares, a interação entre pares constitui um indutor da melhoria da prática docente, uma vez que proporciona a hétero e a auto-reflexão. Este método contribui para a edificação de práticas de ensino reflexivas, e, consequentemente, para uma melhoria das aprendizagens, para o sucesso dos estudantes e para o desenvolvimento profissional dos docentes, sendo uma excelente alternativa à avaliação de desempenho docente.


Palavras-chave: interação entre pares; sucesso na aprendizagem; desenvolvimento profissional; avaliação do desempenho docente.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Jan 31, 2018
Como citar
SÁ, Susana Oliveira. A Interação entre pares: que lugar na avaliação do desempenho docente?. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 37, n. 37, jan. 2018. ISSN 1646-401X. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/6228>. Acesso em: 27 may 2018.