Contribuições da metodologia construtivo-interpretativa na pesquisa sobre o desenvolvimento da subjetividade

Resumo

O objetivo do artigo é apresentar e analisar a metodologia construtivo-interpretativa utilizada em uma pesquisa sobre o desenvolvimento da subjetividade. A Epistemologia Qualitativa desenvolvida por González Rey para o estudo da subjetividade, numa perspectiva cultural-histórica, é a base constitutiva dessa metodologia, pois concebe a produção do conhecimento como um processo de comunicação e diálogo, legitima a contribuição do caso singular na produção do conhecimento científico e concebe o conhecimento como um processo construtivo-interpretativo. A metodologia construtivo-interpretativa constituiu-se num contínuo processo de interpretação e construção do conhecimento a partir das informações produzidas na realização dos instrumentos que tiveram a função de constituírem-se favorecedores da expressão dos participantes. A ação ativa, criativa e imaginativa do pesquisador possibilitou a mobilidade entre sua base teórica e as informações no processo da pesquisa. O processo de análise das informações produzidas foi realizado ao longo de toda a pesquisa, por meio da produção de indicadores que vieram a articular-se em hipóteses pela relevância que assumiram para o problema em discussão. Esse processo construtivo-interpretativa possibilitou gerar novos campos de inteligibilidade ao problema em estudo e novas zonas de sentido à base teórica do pesquisador. A pesquisa do desenvolvimento da subjetividade implicou em assumir e enfrentar o desafio de analisar fenômenos que estão em processos de mudança contínua.


Palavras-chave: epistemologia qualitativa; metodologia construtivo-interpretativa; desenvolvimento da subjetividade.

Publicado
Aug 27, 2018
Como citar
ROSSATO, Maristela; MARTINEZ, Albertina Mitjáns. Contribuições da metodologia construtivo-interpretativa na pesquisa sobre o desenvolvimento da subjetividade. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 40, n. 40, aug. 2018. ISSN 1646-401X. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/6442>. Acesso em: 13 nov. 2018.