Educação na América Latina: pressupostos e alcance de estudos comparativos

Resumo

 O presente trabalho é parte de um estudo comparativo mais amplo de políticas educacionais dos países-membros da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), um bloco de colaboração e atividades comuns. Iniciando pelo contexto histórico, social, econômico e político dos países-membros, verifica-se a importância de estudar o passado histórico, que influencia fortemente o presente e o futuro. Com isso, se desenha no continente um mosaico de similaridades e diferenças nas sociedades e na educação. Todavia, apesar das diversidades dos países, desde o período colonial aos tempos atuais, como diferenças da estrutura dos Estados, a exemplo dos unitários e federativos, constatam-se problemas educacionais comuns. Um deles é o contínuo ajustamento às cambiantes situações do mundo hoje e das suas estruturas políticas à democracia. Recomenda-se o avanço dos estudos comparados sobre a América Latina, para melhor compreender os seus problemas da sua educação e as suas perspectivas de soluções.


Palavras-chave: educação comparada; políticas educacionais; América Latina; União de Nações Sul-Americanas (Unasul).

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Nov 17, 2018
Como citar
CUNHA, Célio da. Educação na América Latina: pressupostos e alcance de estudos comparativos. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 41, n. 41, nov. 2018. ISSN 1646-401X. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/6499>. Acesso em: 26 june 2019.