Educação territorializada na favela: uma experiência de educação de jovens e adultos na favela de Manguinhos

  • Kelly Russo Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ)
  • Michelle Oliveira Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ)

Resumo

Esse artigo discute a ressignificação do “efeito favela” nas percepções dos docentes de um curso de EJA, ao trabalharem a partir de uma propostapedagógica centrada no conceito de “educação territorializada”. Nossa pesquisa se baseia em um estudo de caso realizado em uma escola pública de Manguinhos (EJA-Manguinhos), favela situada na zona norte do município do Rio de Janeiro. Para isso, analisamos documentos, e realizamos observação e entrevistas com educadores durante operíodo de dois anos. Entre os resultados encontrados está a busca por uma coerência teórica-metodológica por parte dos professores, que repensampráticas e criam experiências significativas em sua relação com a comunidade local quando se sentem desafiados a pensarem em uma proposta “territorializada”.


Palavras-chave: favela; educação de jovens e adultos; território; educação popular

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Feb 24, 2019
Como citar
RUSSO, Kelly; OLIVEIRA, Michelle. Educação territorializada na favela: uma experiência de educação de jovens e adultos na favela de Manguinhos. Revista Lusófona de Educação, [S.l.], v. 42, n. 42, feb. 2019. ISSN 1646-401X. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/6701>. Acesso em: 18 apr. 2019.