Uma Cidade na Literatura Norte-Americana: Nova Iorque em Paul Auster

  • Carlos Azevedo Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

Tomando como ponto de partida a ‘ideia’ de América e a importância da Cidade Norte-Americana nas suas dimensões míticas e bíblicas, o presente ensaio analisa os labirintos da Nova Iorque pós-moderna na ficção de Paul Auster, com particular incidência em The New York Trilogy. Argumenta-se que os romances de Auster participam num jogo com o cânone literário norte-americano e com a dicotomia ‘realidade’(’história’) e ficção, abordando questões filosóficas (linguagem e identidade, o duplo) e concentrando-se em estratégias de representação. Argumenta-se que o destaque dado na trilogia de Auster ao elemento do acaso desempenha um papel importante na sua definição de ‘realismo’ e no sentido de deslocalização experimentado pelas suas personagens na megalópole americana. As consequências epistemológicas e ontológicas da subversão austeriana de certezas ‘tradicionais’, tais como a transparência da representação e as estruturas de causa e efeito, conduzem, em última análise, ao questionamento da possibilidade de ‘leitura’ da cidade pós-moderna (do mundo).

Palavras-chave: Literatura Norte-Americana, Cidade norte-americana, Pós-modernismo, Paul Auster, The New York Trilogy


Taking as its starting point the ‘idea’ of America and the importance of the American City in its mythical and biblical dimensions, this essay analyses the labyrinths of postmodern New York in Paul Auster’s fiction, with a special emphasis on The New York Trilogy. It is argued that Auster’s novels play with the American literary canon, and with the dichotomy of ´reality’ (’history’) and fiction, tackling philosophical questions (language and identity, the double), and focusing on strategies of representation. It is also argued that the foregrounding of the chance element in Auster’s trilogy plays an important role in his definition of ‘realism’ and in his characters’ sense of displacement in the American megalopolis. The epistemological and ontological consequences of the austerian subversion of ‘traditional’ certainties, such as the transparency of representation and the structures of cause and effect, eventually lead to the questioning of the ‘readability’ of the postmodern city (of the world).

Keywords: American Literature, American City, Postmodernism, Paul Auster, The New York Trilogy.
Publicado
Nov 26, 2013
Como citar
AZEVEDO, Carlos. Uma Cidade na Literatura Norte-Americana: Nova Iorque em Paul Auster. Babilónia - Revista Lusófona de Línguas, Culturas e Tradução, [S.l.], n. 12, nov. 2013. ISSN 1646-3730. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/babilonia/article/view/4106>. Acesso em: 17 oct. 2019.
Secção
Cidades Literárias