El Mapa de la Vida e El Corrector: Aproximações e Distanciamentos das Representações Literárias Madrilenas a Nova Iorque

  • Sandra Bettencourt Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

El Mapa de la Vida (Adolfo García Ortega, 2009) e El Corrector (Ricardo Menéndez Salmón, 2009), são dois romances contemporâneos que polarizam a discursividade literária acerca da experiência dos atentados a 11 de Março de 2004, na capital espanhola. O artigo propõe-se a questionar as diferentes representações literárias da cidade de Madrid num contexto de ansiedades e inseguranças, potencializado por esse acontecimento, através de uma reflexão que identifique as proximidades e singularidades com representações de diferentes naturezas: Haverá um discurso de uma identidade própria e local, ou de uma identificação e apropriação global (nomeadamente em relação ao 11 de Setembro)? E as representações literárias dialogam com outros média narrativos (as artes visuais e performativas), ou, pelo contrário, as suas vozes e silêncios são específicos de uma expressão literária? Deste modo, pretende-se que seja estabelecida uma rede de relações entre diferentes discursos sobre a construção da cidade (Madrid em primeiro plano) enquanto espaço da experiência do terror.

Palavras-chave: insegurança; terror; Madrid; literatura; média

El Mapa de la Vida (Adolfo Garcia Ortega, 2009) and El Corrector (Ricardo Menéndez Salmón, 2009), are two contemporary novels that polarize the literary discourse on the experience of the terrorist attacks on March 11, 2004, in the Spanish capital. This article aims to question the different literary representations of the city of Madrid in a context of anxieties and insecurities, enhanced by that event. Such reflection will be supported by the inquiring of the similarities and singularities between transnational and transmedial representations: Do these novels present a local identity or, on the contrary, a global perception and image appropriation (particularly in relation to September 11)? Do these narratives dialogue with other media narratives or are their voices and silences specific of a literary expression? Thus, it is intended to be established a network of relationships between different discourses on the (re) construction of the city as a space of the experience of terror.

Keywords: insecurity, terror, Madrid; literature; media

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Nov 26, 2013
Como citar
BETTENCOURT, Sandra. El Mapa de la Vida e El Corrector: Aproximações e Distanciamentos das Representações Literárias Madrilenas a Nova Iorque. Babilónia - Revista Lusófona de Línguas, Culturas e Tradução, [S.l.], n. 12, nov. 2013. ISSN 1646-3730. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/babilonia/article/view/4111>. Acesso em: 17 aug. 2019.
Secção
Cidades Literárias