A fotografia: o que ela me (não) diz! — ou como dar lugar a diferentes vozes

  • José Manuel Lopes Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
  • Maria do Céu de Melo Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

Resumo: Este artigo pretende reflectir sobre o modo como um grupo de alunos e uma professora do ensino superior analisaram uma fotografia a preto e branco que lhes foi apresentada sem data nem título. Este pequeno estudo de caso insere-se num domínio de investigação que se debruça sobre a literacia visual. As propostas de trabalho interpretativo foram diferenciadas: para a professora um texto livre; para os alunos um guião de perguntas orientadas. Questionam-se as implicações desta diversidade nos resultados obtidos, e apresentam-se possíveis hipóteses para estudos futuros. Abstract: This article intends to reflect on the way a group of university students, and a university professor, have analysed a black and white photograph which was presented to them without date or title. This case study stems from a research domain focussing on visual literacy. In this instance, the tasks were differently presented: the teacher wrote an open text, and the students were given a series of specific questions. We have reflected on the implications of such diversity upon the results, while presenting possible new hypotheses for future studies. Palavras-chave: Literacia visual, fotografia, interpretação. Key-words: Visual literacy, photography, interpretation.
Secção
Ensaios