Missionação, perseguição conflito de pertenças - um pano de fundo para ler o acervo documental referente ao Oriente da Nunciatura de Lisboa patente no Arquivo Secreto do Vaticano

  • José Carlos Lopes Miranda

Resumo

Como explicar a qualquer Império – a cada Cidade absoluta – que cada homem pode aceder a um horizonte que a ultrapassa? Se não conhece outro fim que não o de constituir todo o sentido da existência humana, como pode conceber relativizar-se sem se anular? Nenhum Mandarim tinha conhecimento das duas esferas irredutíveis do Poder a que o cristianismo entretanto habituou o Ocidente. Por isso, não se podia dar uma pertença que não ameaçasse a outra. Aqui radicava, como vimos, a incapacidadede compromisso, em matéria ritual, entre a Cúria em Roma e o Palácio Celeste, em Pequim.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Oct 14, 2013
Como citar
MIRANDA, José Carlos Lopes. Missionação, perseguição conflito de pertenças - um pano de fundo para ler o acervo documental referente ao Oriente da Nunciatura de Lisboa patente no Arquivo Secreto do Vaticano. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 16-17, oct. 2013. ISSN 2183-3737. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/3811>. Acesso em: 18 aug. 2019.
Secção
Parte I - Para a história do Arquivo Secreto do Vaticano