Subsídios para uma bibliografia do Protestantismo no Espaço Lusófono

  • Paulo Branco

Resumo

Com esta bibliografia, pretendemos contribuir para um melhor entendimento do movimento sócio-religioso conhecido por Reforma, e especialmente, as suas repercussões, directas e indirectas, no nosso país. Os protestantes só tardiamente e com muitas dificuldades é que puderam entrar e radicarem-se em Portugal. Em relação a praticamente toda a Lusofonia, será a Igreja Reformada Holandesa a primeira a surgir em Portugal (1641). Hoje, representam 2,5-3% da população portuguesa em todas as denominações protestantes, evangélicas e algumasmenos ortodoxas. Não quisemos deixar de fora os novos países da Língua Oficial Portuguesa, em virtude da sua relação histórica, e para podermos estabelecer essa ponte com o Protestantismo, consideramo-los no período colonial até à sua independência. Assim sendo, esperamos que esta seja uma primeira ajuda, útil para todos os que desejem investigar o Protestantismo Lusófono.
Publicado
2013-11-21
Secção
Parte I: Investigação em Ciência das Religiões: o Protestantismo no Espaço Lusófono