Educação e liberdade religiosa

  • José Dias Bravo

Resumo

A neutralidade do Estado prossegue três grandes objectivos: assegura a paz religiosa, garante o livre exercício do direito individual e colectivo à liberdade religiosa, permite, enfim, o desenvolvimento do direito de cidadania, por forma que o cidadão não se sinta estrangeiro no seu próprio Estado, sendo este o lugar de todos os cidadãos. Deste modo, a neutralidade do Estado não é perspectivada de forma passiva, com o Estado como espectador, mas de forma activa ou cooperativa.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Jul 24, 2014
Como citar
BRAVO, José Dias. Educação e liberdade religiosa. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 2, july 2014. ISSN 2183-3737. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4650>. Acesso em: 25 aug. 2019.
Secção
Parte I: Gerações, valores e identidades religiosas