Os movimentos católicos juvenis na sociedade portuguesa

  • Maria Alfreda Ferreira da Fonseca

Resumo

Dentro da Igreja éramos minoritários em número e em concepção de Igreja, éramos vistos como pertencendo aos Movimentos Progressistas, nos Partidos Políticos éramos as aves raras por sermos cristãos, quando a maioria dos outros militantes partidários eram ateus, ou agnósticos desconfiando que a Fé fosse o ópio do Povo
Publicado
Jul 24, 2014
Como citar
FONSECA, Maria Alfreda Ferreira da. Os movimentos católicos juvenis na sociedade portuguesa. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 2, july 2014. ISSN 2183-3737. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4654>. Acesso em: 24 oct. 2019.
Secção
Parte I: Gerações, valores e identidades religiosas