Desenvolvimento Neuropsicomotor em Crianças Nascidas Prematuras e com Baixo Peso

  • Ivanete Fernandes do Prado
  • Berta Leni Costa Cardoso
  • Ana Llonch Sabatés
  • Sandra Célia Coelho G. da Silva
  • Nancy Maria de França

Resumo

O estudo objetivou analisar o desenvolvimento neuropsicomotor, segundo o Teste de Triagem do Desenvolvimento Denver II, em crianças nascidas prematuras e com baixo peso acompanhadas nas Unidades de Saúde da Família. Realizou-se um estudo do tipo transversal com delineamento do tipo caso controle numa amostra de 85 crianças, distribuídas em grupo caso (47) e controle (38). Para análise dos dados utilizou-se tabelas de distribuição de frequências, testes de Qui-quadrado e Teste Exato de Fisher e análise de regressão logística. A análise individual mostrou associação significativa entre os grupos e a idade gestacional, peso ao nascer, tipo de parto, internação, local da residência, renda do pai, idade e escolaridade da mãe. Ao interpretar os itens individuais nas quatro áreas do desenvolvimento (pessoal-social, motor-fino-adaptativo, linguagem e motor grosso), observou-se um maior percentual de alterações no grupo caso, porém sem diferença significativa entre os grupos. Já na interpretação do teste inteiro, 14,1% das crianças avaliadas apresentaram resultado questionável, sendo 21,3% das crianças do grupo caso e 5,3% do grupo controle. A análise de regressão logística múltipla evidenciou que apenas a internação da criança e a escolaridade da mãe apresentaram associação significativa com o desenvolvimento neuropsicomotor. Crianças que foram internadas e de mães com escolaridade mais baixa têm 18,52 e 8,57 vezes mais chance, respectivamente, de apresentar resultado questionável no Denver II.


Palavras-chave: Teste de Denver II, Desenvolvimento infantil, Motricidade.

Publicado
Feb 22, 2019
Como citar
DO PRADO, Ivanete Fernandes et al. Desenvolvimento Neuropsicomotor em Crianças Nascidas Prematuras e com Baixo Peso. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], v. 21, n. 1, p. 327-348, feb. 2019. ISSN 2183-3737. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/6681>. Acesso em: 21 oct. 2019.