José Tolentino Mendonça Da espiritualidade como ato poético (Ou de como a poesia pode ser uma profunda alegria)

  • Alexandre Honrado

Resumo

Teólogo, especialista em estudos Bíblicos e poeta repetidas vezes premiado e inequívoca e justamente reconhecido, José Tolentino Mendonça tem como alicerces o Cristianismo e a Cultura, a Religião e o que neles as palavras inspiram em metáforas líricas: ao escrever poesia, o autor é utente e utilizador da linguagem ao seu dispor, comum aos homens, porém no registo mais elevado da partilha da mesma com fins estéticos. A aceitar o que já Aristóteles sugeria, isto é, que a poesia compreende aspetos metafísicos (no sentido de sua imaterialidade) e da possibilidade de esses elementos transcenderem o mundo fático, a poesia de Tolentino Mendonça reforça a espiritualidade como ato poético, entendendo a espiritualidade como a dimensão do homem como ser religioso e a poesia como um profunda alegria do espírito, mesmo nos seus momentos mais severos ou melancólicos, pois é seu apanágio a abordagem (com rigor e criatividade) dos temas e dos textos do cânone cristão,
num diálogo sensível com as interrogações do presente.


Palavras-chave: Amizade; amor; Bíblia; poesia.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Feb 22, 2019
Como citar
HONRADO, Alexandre. José Tolentino Mendonça Da espiritualidade como ato poético (Ou de como a poesia pode ser uma profunda alegria). Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], v. 21, n. 1, p. 431-441, feb. 2019. ISSN 2183-3737. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/6690>. Acesso em: 21 aug. 2019.