A Primeira Edição Portuguesa d´O Príncepe ou o Maquiavel Fascista de Francisco Morais

  • João Bettencourt da Câmara ULHT

Resumo

Cada século, cada época e cada conjuntura produzem o seu Príncipe e criam o seu Maquiavel. E cada país tem, em cada momento, o Maquiavel e o Príncipe que merece. Portugal editou o seu primeiro Príncipe em 1935, em pleno século XX, mais de quatrocentos anos após a publicação original. Que edição foi essa, que conjuntura a gerou, que significado político teve, por que mão surgiu, que futuro foi o seu?
Publicado
2011-09-02
Secção
Artigos e Ensaios