Acerca do impacto da administração transdérmica de um inibidor da NO-sintetase (L-NAME) – uma abordagem preliminar

  • Pedro Contreiras Pinto UDE - FCTS - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
  • Tiago Félix UDE - FCTS - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
  • Luis Monteiro Rodrigues Lab. Fisiologia Experimental - Universidade de Lisboa (Fac. de Farmácia)

Resumo

O L-NAME, um dos inibidores do NO mais utilizados para o estudo da função microcirculatória na hiperémia cutânea, é normalmente administrado por microdiálise, uma técnica invasiva e traumática com reconhecidas limitações. Neste contexto, procurou-se avaliar, ainda que de forma preliminar, o interesse da aplicação transdérmica deL-NAMEemexperiências de indução de hiperémia local. O estudo consistiu na aplicação (durante 2 horas) de um sistema oclusivo contendo L-NAME (40 ) a 10mM, ou 100mM e um controlo com água destilada, no antebraço de voluntários saudáveis (n=5). Após a oclusão os voluntários foram submetidos a um protocolo de aquecimento local da pele a 42ºC durante 20 minutos, com a resposta hiperémica avaliada por Fluxometria de Laser Doppler (LDF).Aanálise estatística das várias concentrações de inibidor, envolveu a comparação das diferentes fases do estudo com o controlo através de estatística não paramétrica. Aaplicação de 100mM de L-NAME desencadeou a inibição de toda a resposta microcirculatória, o que constitui um bom indício para que esta metodologia continue a ser desenvolvida.
Edição
Secção
Ciências Biomédicas / Biomedical Sciences