Editorial - Revista Lusófona de Humanidades e Tecnologias Ano 7 nº1

  • Luis Monteiro Rodrigues FCTS - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

Este número em breves notas As três secções principais que constituem a presente edição da Revista Lusófona de Ciências e Tecnologias da Saúde são complementadas por um Suplemento dedicado ao I Simpósio Luso-Brasileiro sobre Cuidados e Saúde do Cabelo. A secção de Saúde e Sociedade, é iniciada por um artigo de revisão centrado no impacto da dependência da nicotina na saúde, chamando a atenção não tanto para a via respiratória mas igualmente para o impacto de outros produtos derivados do tabaco que são usados de forma diferente como através da inspiração, do mascar, e do sugar . É especialmente sublinhado que a cessação tabágica e a desabituação da nicotina requerem diversas estratégias combinadas (Rev Lusófona C&T Saúde, 2010;(7) 1 :11-20). O artigo seguinte aborda a utilização de antibióticos numa amostra da população de Lisboa e seus condicionantes. Resulta claro, dos resultados obtidos, que a maioria da amostra possua conhecimentos genericamente adequados à utilização adequada de antibióticos, apesar da elevada percentagem que se auto-medica, reflectindo a necessidade de implementar programas específicos de intervenção educacional na saúde com caracter prioritário (Rev Lusófona C&T Saúde, 2010;(7) 1 :21-35). Segue-se um artigo que pretende caracterizar os alunos dos cursos de Tecnologias da Saúde da ERISA no que respeita aos seus hábitos alimentares, ao índice de massa corporal (IMC) e à prática de exercício físico, confirmando uma realidade preocupante, que provavelmente se aplicará a um espectro populacional mais vasto mas que se sublinha por se tratar de um grupo de futuros profissionais de saúde (Rev Lusófona C&T Saúde, 2010;(7) 1 :37-46). Esta secção é concluida com um outro artigo dedicado aos Medicamentos não-sujeitos a receita médica (MNSRM) e á identificação dos principais determinantes do seu consumo. A extensa análise de correlação apresentada constitui um dos mais completos estudos realizados sobre o tema e confirma a necessidade de mais estudos de modo a melhor conhecer os condicionantesd associados ao consumo destes medicamentos (Rev Lusófona C&T Saúde, 2010;(7) 1 :47-55). A secção de Ciências Biomédicas começa com um artigo de revisão sobre o seguimento pós-terapêutico do doente oncológico em cura clinica, chamando a atenção para os condicionantes de uma medicina de proximidade que se torna cada vez mais importante (Rev Lusófona C&T Saúde, 2010;(7) 1 :57-75). Outro tema de grande actualidade, abordando os condicionantes das alterações do contorno corporal dá continuidade a est secção (Rev Lusófona C&T Saúde, 2010;(7) 1 :77-89). Aqui sistematizam-se as mais importantes estratégias de alteração do contorno corporal relacionadas com a obesidade, dando destaque à cirurgia reconstrutiva e ás complicações pós-cirúrgicas relacionadas. Esta secçao é concluida com um artigo original sobre os Infransons e ruídos de baixa frequência, quantificando este ruído em diversos ambientes , contribuindo para melhor conhecer o impacto no homem da exposição crónica ao ruido de natureza antropogénica e natural (Rev Lusófona C&T Saúde, 2010;(7) 1 :91-108). A secção de Ciências Biofarmacêuticas inclui neste número dois artigos. O primeiro centra-se na prática da fitoterapia, discutindo as vantagens resultantes da utilização extratos secos padronizados em substituição dos tradicionais pó e extratos secos (Rev Lusófona C&T Saúde, 2010;(7) 1 :109-115). A última publicação consiste num artigo original proveniente da moderna tecnologia farmacêutica , propondo uma nova metodologia para a produção de nanopartículas poliméricas . O objectivo é obter um pó seco que permita uma melhor manipulação e armazenamento das partículas, visando melhor solubilidade e/ou biodisponibilidade dos compostos encapsulados in vivo (Rev Lusófona C&T Saúde, 2010;(7) 1 :117-132). Em conclusão, o presente número inclui um Suplemento relativo ao I Simpósio Luso-Brasileiro sobre “Cuidados e Saúde do Cabelo” recentemente realizado ( 23 de Abril) na Universidade Lusófona de Lisboa, Tratou-se do primeiro evento de carácter técnico – científico exclusivamente dedicado á saúde capilar e ao cabelo realizado em Portugal, por iniciativa da Soc. Portuguesa de Ciências Cosmetológicas (SPCC) em parceria com a Associação Brasileira de Cosmetologia – ABC. A Associação dos Industriais de Cosmética (AIC) e a Unidade de Dermatologia Experimental (UDE) estiveram também associados á iniciativa, a par de diversas empresas participantes entre as quais a SANINTER / SFD principal representante nacional. Trata-se de mais um marco fundamental em que a Universidade Lusófona ganha merecido destaque.
Edição
Secção
Editorial / Journal Editorial