Territorial marketing in Parque das Nações: diagnosis of the resident population in Centieira Street

  • Rita Vitorino Carvalho

Resumo

As cidades ou territórios devem partir de um diagnóstico das suas características, identificar as cidades com as quais competem e examinar o tipo de consumidor interessado nos atributos que a cidade pode oferecer (Franco, 2011).


Numa ótica de City Marketing e de sustentabilidade do território da Freguesia do Parque das Nações, em Lisboa, zona que foi palco da exposição mundial EXPO 98 posteriormente edificada com sucesso - existe uma rua com características históricas, com necessidade de ser reabilitada e que foi agregada na nova freguesia do Parque das Nações, criada em Novembro de 2012.


Este paper tem como objetivo efetuar o diagnóstico da população da Rua da Centieira, as suas características, o seu sentimento de pertença (Azevedo, Magalhães e Pereira, 2010) e qual o futuro que gostaria de ver projetado neste local: ou seja, recuperar a perspetiva histórica e mantendo uma rua típica de Lisboa Antiga no Parque das Nações ou, reconstruir, à semelhança do que aconteceu na zona modernizada do Parque das Nações.


Ao nível do marketing urbano, as ações devem ser projetadas de forma que exista um fio condutor, e em que subsista o objetivo de promover o território interna e externamente (Franco, 2011). Para que este território possa passar por estas fases existe uma, inicial, que este trabalho se propõe conseguir.

Publicado
Nov 25, 2016
Como citar
CARVALHO, Rita Vitorino. Territorial marketing in Parque das Nações: diagnosis of the resident population in Centieira Street. Revista Lusófona de Economia e Gestão das Organizações, [S.l.], n. 4, p. 57-72, nov. 2016. ISSN 2183-5845. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/r-lego/article/view/5658>. Acesso em: 26 june 2017.