Territorial marketing in Parque das Nações: diagnosis of the resident population in Centieira Street

  • Rita Vitorino Carvalho

Resumo

As cidades ou territórios devem partir de um diagnóstico das suas características, identificar as cidades com as quais competem e examinar o tipo de consumidor interessado nos atributos que a cidade pode oferecer (Franco, 2011).


Numa ótica de City Marketing e de sustentabilidade do território da Freguesia do Parque das Nações, em Lisboa, zona que foi palco da exposição mundial EXPO 98 posteriormente edificada com sucesso - existe uma rua com características históricas, com necessidade de ser reabilitada e que foi agregada na nova freguesia do Parque das Nações, criada em Novembro de 2012.


Este paper tem como objetivo efetuar o diagnóstico da população da Rua da Centieira, as suas características, o seu sentimento de pertença (Azevedo, Magalhães e Pereira, 2010) e qual o futuro que gostaria de ver projetado neste local: ou seja, recuperar a perspetiva histórica e mantendo uma rua típica de Lisboa Antiga no Parque das Nações ou, reconstruir, à semelhança do que aconteceu na zona modernizada do Parque das Nações.


Ao nível do marketing urbano, as ações devem ser projetadas de forma que exista um fio condutor, e em que subsista o objetivo de promover o território interna e externamente (Franco, 2011). Para que este território possa passar por estas fases existe uma, inicial, que este trabalho se propõe conseguir.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Nov 25, 2016
Como citar
CARVALHO, Rita Vitorino. Territorial marketing in Parque das Nações: diagnosis of the resident population in Centieira Street. Revista Lusófona de Economia e Gestão das Organizações, [S.l.], n. 4, p. 57-72, nov. 2016. ISSN 2183-5845. Disponível em: <http://revistas.ulusofona.pt/index.php/r-lego/article/view/5658>. Acesso em: 26 may 2018.