O Ser e o Fazer no ensino religioso

  • Marcos André Scussel

Resumo

Ao refletirmos sobre o Ensino Religioso enquanto área do conhecimento, e nos ocuparmos com o estudo do fenômeno religioso, precisamos ter presente a função do professor desse componente curricular. Nenhum processo educativo constitui-se isoladamente sem uma intencionalidade que perpassa o fazer pedagógico do timoneiro da educação. Neste artigo, que é parte da dissertação do Mestrado em Educação na PUCRS, busco aprofundar o papel do educador no desenvolvimento da aprendizagem, no diálogo e na partilha que acontece em sala de aula. A partir da história do Ensino Religioso, lançamos um olhar prospectivo no aspecto do conteúdo, da metodologia e, principalmente, do ser do educador inserido neste processo.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

##plugins.generic.usageStats.noStats##
Publicado
Nov 7, 2013
Como citar
SCUSSEL, Marcos André. O Ser e o Fazer no ensino religioso. Revista Lusófona de Ciência das Religiões, [S.l.], n. 12, nov. 2013. ISSN 2183-3737. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cienciareligioes/article/view/4026>. Acesso em: 22 aug. 2019.
Secção
Parte II: A Religião na sala de aula um debate sobre o Ensino Religioso para a proposição de uma área de conhecimento