La nomination du divin et la ritualité des textes: un phénomène de connaissance, de médiation et d’identité

  • Paulo Mendes Pinto

Resumo

Este ensaio equaciona a relação entre a declaração, a ritualidade e canonização dos textos sagrados. Damos especial destaque à natureza da língua e da escrita na criação de formas de ligação, quer dos indivíduos, quer dos colectivos à própria noção de sacralidade através do rito e de natureza atribuída ao próprio texto e à língua. Seguindo, especialmente, Ricour, trabalhamos a ideia de língua no rito e nos textos sagrados, tentando perceber como se forma a sacralidade de que, no limite, o próprio crente participa, na medida em que declara e faz parte do rito.

Palavras-chave: Ritualidade; Textos Sagrados; Nomeação; Monoteização

Publicado
2019-02-22