Ser assistente social

A formação académica em serviço social (Portugal) enquanto elemento estruturante e identitário

  • Nídia Menezes Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego-Politécnico de Viseu
Palavras-chave: formação, serviço social, identidade

Resumo

No presente artigo pretendemos refletir em torno do Serviço Social em Portugal, mais especificamente sobre a formação académica ministrada em Serviço Social, recorrendo por isso a uma análise socio histórica da profissão em Portugal, de modo a refletir sobre o trajeto percorrido até à atualidade, bem como o impacto que as várias transformações sociais e políticas tiveram e têm na formação em Serviço Social. A reflexão desenvolvida privilegia a formação enquanto elemento estruturante e identitário da profissão. Refletir sobre o Serviço Social bem como sobre o seu contributo na sociedade, torna-se num exercício ininterrupto, sobretudo numa era em que os direitos sociais são ultrapassados pelas imposições neoliberais e marcados pela retração da responsabilidade estatal, implicando que o assistente social seja detentor de um pensamento crítico, reflexivo e político.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-07-27
Como Citar
Menezes , N. (2021). Ser assistente social: A formação académica em serviço social (Portugal) enquanto elemento estruturante e identitário. Revista Temas Sociais , (1), 104-121. Obtido de https://revistas.ulusofona.pt/index.php/temassociais/article/view/7770
Secção
Artigos