Hospitalização domiciliária em Portugal

um novo campo de actuação do Serviço Social hospitalar

  • Fátima Ferreira Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, EPE
Palavras-chave: hospitalização domiciliária, serviço social, intervenção social

Resumo

O presente artigo pretende dar a conhecer práticas da intervenção do serviço social na Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD) do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC), assim como caracterizar os doentes tratados e respostas sociais activadas no âmbito do internamento domiciliário.

Trata-se de um estudo de abordagem quantitativa, do tipo descritivo e exploratório. Entre Maio de 2019 e Maio de 2020, foram avaliados para admissão na UHD do CHULC, 232 doentes, dos quais 122 foram excluídos por diversos motivos e 110 doentes foram tratados. Dos doentes tratados em domicílio, 28 necessitaram da intervenção do assistente social. Os dados foram recolhidos através da análise dos processos sociais, obtidos pelos registos da actividade do assistente social nos sistemas informáticos SAAS (Sistema de Apoio ao Assistente Social) e SClínico e elaborada uma folha de registo específica para recolha dos seguintes parâmetros: o perfil do utente, motivos de exclusão, diagnóstico social e respostas sociais que foram accionadas. Os resultados desta análise permitem verificar que a intervenção do assistente social na UHD é insubstituível, fundamental e determinante no apoio ao doente e família e na qualidade da prestação dos serviços de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2021-07-27
Como Citar
Ferreira, F. (2021). Hospitalização domiciliária em Portugal: um novo campo de actuação do Serviço Social hospitalar. Revista Temas Sociais , (1), 188-207. Obtido de https://revistas.ulusofona.pt/index.php/temassociais/article/view/7775
Secção
Artigos