JUSTIFICAÇÃO NA RECAPITULAÇÃO: IRENEU EM DIÁLOGO ECUMÉNICO

  • Hans Boersma Teólogo que trabalha na tradição reformada. Docente. Foi presidente da Canadian-American Theological Association, um fórum académico para a renovação da teologia e interpretação bíblica.

Resumo

A justificação tem um peso relativamente menor no pensamento de Ireneu. Ele discute-a particularmente nas suas polémicas contra as abordagens Gnósticas às Escrituras e à lei. A justificação, tipicamente, é utilizada por Ireneu dentro de um enquadramento de salvação mais alargado e participativo. Quando levamos estes aspetos em consideração, abrem-se inesperadas possibilidades ecuménicas entre Ortodoxos, Católicos e Protestantes. Uma das mais importantes lições da discussão de Ireneu sobre a justificação, assim, é que a justificação não deve ser tratada como uma doutrina isolada. Em vez disso, é um aspeto da participação na recapitulação de Cristo e, como tal, serve para suportar e fortalecer a nossa união deificante com Deus em Cristo.

 

Abstract:

Justification has a relatively minor weight in Irenaeus' thinking. He discusses it particularly in his polemics against Gnostic approaches to Scriptures and the law. Justification is typically used by Irenaeus within a broader and more participatory framework of salvation. When we take these aspects into account, unexpected ecumenical possibilities open up among Orthodox, Catholic and Protestant followers. As such, one of the most important lessons from Irenaeus' discussion of justification is that such a concept should not be treated as an isolated doctrine. Rather, it is an aspect of participation in the recapitulation of Christ and, as such, serves to support and strengthen our deifying union of God and Christ.

 

Publicado
2020-11-30
Como Citar
Hans Boersma. (2020). JUSTIFICAÇÃO NA RECAPITULAÇÃO: IRENEU EM DIÁLOGO ECUMÉNICO. Ad Aeternum, 1, 190-218. Obtido de https://revistas.ulusofona.pt/index.php/adaeternum/article/view/7354
Secção
Artigos