“AUTÓGRAFOS”, “TEXTOS ORIGINAIS” ou “TEXTO INICIAL”

Algumas observações sobre a terminologia em crítica textual

  • Philip Maertens ULHT
Palavras-chave: Novo Testamento. Crítica textual. Autógrafos. Textos originais. Texto inicial. Ausgangstext.

Resumo

O objetivo da crítica textual é a restauração de um texto no seu estado pristino. Esta contribuição tem como intuito explorar algumas das dificuldades inerentes aos conceitos de “autógrafos” e “textos originais”. A sua complexidade conduz a descartar a sua utilidade no objetivo da crítica textual, e à adoção do conceito de “texto inicial”.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2023-01-12
Como Citar
Maertens, P. (2023). “AUTÓGRAFOS”, “TEXTOS ORIGINAIS” ou “TEXTO INICIAL”: Algumas observações sobre a terminologia em crítica textual. Ad Aeternum, 1(5), 131-143. Obtido de https://revistas.ulusofona.pt/index.php/adaeternum/article/view/8338