O Social como objeto da Museologia

  • Judite Primo Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Resumo

A noção do social passou a ganhar forma como objeto de estudo da museologia a partir dos anos de 70 do século XX. As transformações socias, políticas, culturais, educativas e económicas que se desencadearam ao longo da segunda metade do século XX foram motores para as mudanças no campo teórico-metodológico da Museologia. O Movimento de Nova Museologia ganhou força em quase todo o mundo Ocidental, propondo e realizando ações e interações museológicas que objetivava a transformação do Museu- Templo para a consolidação do Museu-Fórum (Cameron, 1971), convocando os sujeitos sociais a resistirem aos determinismos da História dos heróis e do passado glorioso e a intervirem ativamente em prol de um presente social e culturalmente transformador.


Palavra-chave: Nova Museologia, museu, património, identidade, comunidades


 

Publicado
Jun 25, 2014
Como citar
PRIMO, Judite. O Social como objeto da Museologia. Cadernos de Sociomuseologia, [S.l.], v. 47, n. 3, june 2014. ISSN 1646-3714. Disponível em: <https://revistas.ulusofona.pt/index.php/cadernosociomuseologia/article/view/4529>. Acesso em: 13 dec. 2019. doi: http://doi.org/10.36572/csm.2014.vol.47.01.